Advogada propõe nova regra ABNT para evitar desmatamento

Qui, 11 de Dezembro de 2008 06:34 Rodrigo Travitzki Educação ambiental
Imprimir
Já estava na hora das velhas "regras de etiqueta" serem repensadas à luz das novas questões ecológicas. Saiu na Gazeta do Povo (01/10/2008), em reportagem de Viviane Favretto. Trechos abaixo:
"A advogada Ana Cecília Parodi, aluna do Mestrado de Direito Econômico e Socioambiental da Pontifícia Universidade Católica do Paraná (PUCPR), pensou e fez as contas. Ela considerou também os cadernos e as fotocópias e chegou à conclusão de que, entre 1980 e 2007, quase 1 milhão de árvores foram derrubadas para a produção desse papel. Isso quer dizer que foram cortados 588 hectares de florestas, o equivalente a 800 campos de futebol.

A impressão somente na frente da folha é uma recomendação da Associação Brasileira de Normas Técnicas (ABNT), seguida pelas instituições de ensino. A associação também estabelece que o aluno deve usar papel branco. Ciente de que a mudança depende da revisão de uma norma, a advogada decidiu propor a mudança à ABNT. “Todos estamos na zona de conforto e não é todo dia que se encontra quem esteja disposto a sair dela”, afirma. Ana Cecília procurou a entidade e no pedido de revisão sugeriu o uso da frente e do verso das folhas, além de incluir a opção pelo uso do papel reciclado.
(...)
A professora diz que a apresentação da sugestão de mudança da norma foi bem recebida durante a reunião de trabalho da ABNT. De acordo com ela, todos ressaltaram que a revisão de normas ocorre justamente a partir de demandas sociais. Muitas mensagens foram enviadas para a ABNT reforçando a proposta de Ana Cecília e isso deu mais legitimidade ao pedido, explica Fabiane."
E como foi feito o cálculo? A reportagem explica:

"Cálculo
Foram consideradas as seguintes informações: número de concluintes; cem folhas por trabalho científico; uma via por aluno; 500 folhas por resma; 20 resmas por árvore; 1,7 mil árvores por hectare (considerando o eucalipto).

Variáveis
Também foi calculado o número de vias entregues do trabalho: graduação presencial (quatro); graduação à distância (uma); pós lato (uma); pós stricto (cinco).

Quando
Os períodos considerados foram: graduação presencial (1980 a 2006); graduação à distância (2001 a 2006); pós lato presencial (2000 a 2007); pós lato à distância (2003 a 2007) e pós stricto (1999 a 2006).
"
Última atualização em Sáb, 24 de Dezembro de 2011 13:26