Produção dos alunos http://rizomas.net/cultura-escolar/producao-dos-alunos.html Sat, 22 Jul 2017 22:36:55 +0000 Joomla! 1.5 - Open Source Content Management pt-br O Movimento Moinho Vivo http://rizomas.net/cultura-escolar/producao-dos-alunos/utopia-e-cotidiano/429-o-movimento-moinho-vivo.html http://rizomas.net/cultura-escolar/producao-dos-alunos/utopia-e-cotidiano/429-o-movimento-moinho-vivo.html  1- INFORMAÇÕES GERAIS:

Nome da atividade: Movimento Moinho Vivo

Breve descrição do trabalho realizado: Organização dos moradores da Favela do Moinho, localizada nos Campos Elíseos, a única favela do centro de São Paulo. O movimento luta por melhores condições urbanísticas da favela. As pautas imediatas são implantação de sistemas de água, luz, esgoto e segurança contra incêndios.

O movimento atua dentro da Favela do Moinho. A entrada da favela fica na rua Dr. Elias Chaves nº 20, próximo ao viaduto Rio Branco.O movimento Moinho Vivo é fruto de um trabalho do projeto comboio em conjunto à associação de moradores da favela do Moinho. Conversamos com dois moradores da favela: Caio Castor, atuante do Comboio; e Humberto Marques Rocha, presidente da associação de moradores.

]]>
alunos@alunos.com (Sara Sallum, Maria Cembranelli e Verônica Rosa) Utopia e cotidiano: buscando práticas idealistas Wed, 28 May 2014 21:46:51 +0000
Ashoka: apoio a empreendedores sociais http://rizomas.net/cultura-escolar/producao-dos-alunos/utopia-e-cotidiano/426-ashoka-apoio-a-empreendedores-sociais.html http://rizomas.net/cultura-escolar/producao-dos-alunos/utopia-e-cotidiano/426-ashoka-apoio-a-empreendedores-sociais.html 1. Visão Geral

A Ashoka é uma organização mundial sem fins lucrativos que realiza um trabalho de apoio a empreendedores sociais- pessoas com projetos capazes de de provocar um amplo impacto social.

A atuação é mundial. Existem mais de 3500 empreendores apoiados em diversos países do mundo. Cerca de 320 empreendores brasileiros participam da rede da Ashoka. Existe um conselho, integrado por alguns dos empreendedores sociais que tiveram seus projetos realizados com sucesso. http://www.ashoka.org.br/sobre-a-ashoka/conselho-2/

]]>
alunos@alunos.com (Ana Motta e Luísa Martins) Utopia e cotidiano: buscando práticas idealistas Thu, 17 Apr 2014 03:00:00 +0000
µTorrent: o rizoma cultural da internet http://rizomas.net/cultura-escolar/producao-dos-alunos/utopia-e-cotidiano/422-mtorrent-o-rizoma-cultural-da-internet.html http://rizomas.net/cultura-escolar/producao-dos-alunos/utopia-e-cotidiano/422-mtorrent-o-rizoma-cultural-da-internet.html "Queremos uma sociedade em que não é preciso obter capital para se obter cultura. O acesso a cultura deve ser universal, pois ela é feita por todos, assim, deve ser acessível a todos. A cultura é um patrimônio universal. O µTorrent permite que qualquer um com acesso à internet tenha acesso a bens culturais, isto é, colocando a cultura em seu devido lugar: na mão de todos, apesar da própria internet ainda não ser um direito humano."

]]>
digao45@gmail.com (Rodrigo Barcellos, Antonio Nascimento, Paulo Martins Filho) Utopia e cotidiano: buscando práticas idealistas Mon, 20 Jan 2014 13:27:37 +0000
Futebol Utópico http://rizomas.net/cultura-escolar/producao-dos-alunos/utopia-e-cotidiano/418-futebol-utopico.html http://rizomas.net/cultura-escolar/producao-dos-alunos/utopia-e-cotidiano/418-futebol-utopico.html INFORMAÇÕES GERAS

O Bom Senso FC é um “movimento por um futebol melhor para todos” (lema do movimento).

Liderado por jogadores, o movimento luta por uma série melhorias no futebol brasileiro, tanto para os jogadores, quanto para torcedores e outras partes envolvidas com o futebol no Brasil. As cinco diretrizes principais do movimento são:

Logo do Bom Senso FC1- Calendário do futebol nacional
2- Férias dos atletas
3- Período adequado de pré-temporada
4- Fair Play Financeiro (por exemplo punir clubes que atrasem salários)
5- Participação nos conselhos técnicos das entidades que regem o futebol”

]]>
jokagabriel95@hotmail.com (João Gabriel) Utopia e cotidiano: buscando práticas idealistas Mon, 18 Nov 2013 00:29:15 +0000
O Kibutz http://rizomas.net/cultura-escolar/producao-dos-alunos/utopia-e-cotidiano/417-o-kibutz.html http://rizomas.net/cultura-escolar/producao-dos-alunos/utopia-e-cotidiano/417-o-kibutz.html INFORMAÇÕES GERAIS

O Kibutz (cujo significado corresponde a “grupo” ou “união”, em hebraico) é uma modalidade de fazenda comunitária, que busca o sustento da terra e condições iguais para as famílias locais, funcionando de forma parecida com o que temos no Brasil como cooperativa, mas com algumas diferenças. Na organização, a produção é conjunta, o suporte contempla todos os seus membros e seus familiares. São vilas bem estruturadas, com escolas e indústrias para beneficiamento dos produtos da própria fazenda. A pecuária também é uma atividade existente nas fazendas.  

A primeira fazenda Kibutz nasceu em Degania, em 1910, na fértil e bela costa sul do Mar da Galileia, Israel. Foi baseada em comunidades judias de 1880. Atualmente são aproximadamente 270 fazendas espalhadas no país e proximidades, em áreas litorâneas, perto de florestas ou até no meio do deserto.

]]>
carolgrandisolli@hotmail.com (Amanda Wensko, Carolina Grandisolli e Laura Cornejo) Utopia e cotidiano: buscando práticas idealistas Wed, 13 Nov 2013 00:56:17 +0000
Um TETO para o nosso país http://rizomas.net/cultura-escolar/producao-dos-alunos/utopia-e-cotidiano/419-um-teto-para-o-nosso-pais.html http://rizomas.net/cultura-escolar/producao-dos-alunos/utopia-e-cotidiano/419-um-teto-para-o-nosso-pais.html 1. Informações gerais:

O TETO é uma organização de estudantes voluntários que ajuda a construir, com o auxílio dos próprios moradores, casas nas diversas favelas do Brasil.

Foi criado em 1997, quando um grupo de jovens começou a trabalhar pelo sonho de superar a situação de pobreza em que viviam milhões de pessoas. "O sentido de urgência nas comunidades precárias os mobilizou massivamente a construir moradias de emergência em conjunto com as famílias que ali viviam, sempre buscando soluções concretas para os problemas que as comunidades enfrentavam a cada dia." http://www.techo.org

]]>
sosguillaro@hotmail.com (Sofia Ruchti Sguillaro) Utopia e cotidiano: buscando práticas idealistas Mon, 11 Nov 2013 03:00:00 +0000
Utopia Médica http://rizomas.net/cultura-escolar/producao-dos-alunos/utopia-e-cotidiano/406-utopia-medica.html http://rizomas.net/cultura-escolar/producao-dos-alunos/utopia-e-cotidiano/406-utopia-medica.html

"Médicos como a Angélica, ou esses do Norte que buscam especializar-se para atender melhor uma população carente e com pouca assistência médica, representam a minha utopia sobre essa prática médica: focada não no sucesso econômico individual, mas no fortalecimento de uma estrutura sólida de saúde que cuida da população sem discriminação e presa pelo ensino, qualidade, estudo e trabalho."

]]>
bea.demasi@gmail.com (Beatriz Demasi Araújo) Utopia e cotidiano: buscando práticas idealistas Thu, 24 Oct 2013 13:56:16 +0000
Escola Amorim Lima http://rizomas.net/cultura-escolar/producao-dos-alunos/utopia-e-cotidiano/408-escola-amorim-lima.html http://rizomas.net/cultura-escolar/producao-dos-alunos/utopia-e-cotidiano/408-escola-amorim-lima.html

Suas primeiras mudanças foram fazer os alunos passarem mais tempo na escola, derrubar as paredes criando grandes salões de aula, pintar a escola de cores alegres e tirar o alambrado do pátio que cercavam os alunos no pátio durante o intervalo. A escola passou a oferecer mais atividades extracurriculares, e contando com o engajamento de alunos, pais e professores criaram-se diversas oficinas e aulas como de capoeira e teatro. E, além disso, também passaram a organizar mais eventos e festas, que só envolviam cada vez mais pessoas.

]]>
juliamente@hotmail.com (Ana Beatriz Reggiani, Daniel Simões, Júlia Mente) Utopia e cotidiano: buscando práticas idealistas Thu, 24 Oct 2013 13:46:11 +0000
VIDA: um programa voluntário e utópico http://rizomas.net/cultura-escolar/producao-dos-alunos/utopia-e-cotidiano/402-vida-um-programa-voluntario-e-utopico.html http://rizomas.net/cultura-escolar/producao-dos-alunos/utopia-e-cotidiano/402-vida-um-programa-voluntario-e-utopico.html Alunos: Carolina,
Evandro Jun e
Sérgio Henrique

INFORMAÇÕES GERAIS

VIDA – Voluntariado Internacional para o Desenvolvimento Africano

A Organização Não Governamental, VIDA, tem como objetivo ajudar as pessoas que moram na África a desenvolverem seus potenciais e os potenciais da terra onde eles estão. A organização está localizada em três países: Moçambique, Guiné-Bissau e Palestina. Para colaborar com a ONG é possível adotar uma obra, realizar doações individuais ou virar um voluntário.

Para entrar em contato:

- VIDA, Cç. Do Combro, 61, 1º, 1200-111 Lisboa. Telefone +351 213433022 | e-mail: vida@vida.org.pt

- Rua Consiglieri Pedroso, Maputo – Moçambique. Tel/Fax:+ 258 21 310141| e-mail: mocambique@vida.org.pt
Responsável: Filipa Zacarias

- Missão Católica Nossa Senhora da Luz, Suzana – Guiné-Bissau. Tel:+ 245 6675404 ou + 245 6675404 | e-mail: guinebissau@vida.org.pt
Responsável: Patricia Carvalho e Maria Millan

 

CONHECENDO A PROPOSTA:

Criada em 1992 em Portugal, a ONG Vida foi registrada junto do Ministério dos Negócios Estrangeiros sob o número 8296/98 e vem em seus 20 anos, criando oportunidades para os africanos e incentivando o desenvolvimento social e a capacitação de pessoas. A colaboração e as matérias primas são obtidas através de uma grande rede de parceiros e doadores. A mão de obra é de voluntários do mundo inteiro.

O VIDA possui um trabalho de longo prazo com as comunidades. Inicialmente é desenvolvido projetos que consistem na implementação de atividades para complementar necessidades básicas vitais. Passando por essa etapa, o grupo voluntariado promove, por exemplo, formação na área agrícola, para que as famílias possam aumentar sua produtividade no campo de cultivo.

Aregião de atuação do VIDA é altamente dependente da prática agrícola e pecuária, Moçambique. Nesse contexto, o VIDA desenvolve projetos que adaptam tecnologias à realidade local, de modo que as pessoas possam utilizá-las de forma autônoma. Além disso, as famílias recebem informativos de prevenção à problemas de saúde que podem impedi-las de trabalhar.Nesse contexto, o VIDA desenvolve projetos que adaptam tecnologias à realidade local, de modo que as pessoas possam utilizá-las de forma autônoma. Além disso, as famílias recebem informativos de prevenção a problemas de saúde que podem impedi-las de trabalhar.

A organização VIDA teve como resultados grandes avanços na saúde dos africanos. Com a construção de 53 Unidades de Saúde Comunitária; houve uma significativa melhora na infra-estrutura dos hospitais para dar assistência em partos e vacinações; uma melhor assistência para mulheres gravidas com o vírus HIV positivo.

O projeto VIDA também foi bastante efetivo na área alimentar da população. Fizeram com que houvesse uma grande melhora na infra-estrutura da área agrícola, gerando um melhor desenvolvimento rural. Esse desenvolvimento, além de gerar empregos, possibilitou uma melhora na "qualidade" dos alimentos.

Desde 1992, o VIDA construiu 8 escolas e 5 creches em alguns dos países mais pobres do mundo, criando oportunidades para professores receberem um apoio pedagógico.

O VIDA, não atuou somente nas esferas da saúde, educação e alimentação, os projetos implementados geraram lucro na renda familiar da população. Com a reestruturação nos serviços da saúde pública do país, as pessoas passam a ficar menos tempo doentes, tornando-os mais produtivos.

Como planos futuros, eles pretendem facilitar o acesso sustentável a água promovendo a gestão comunitária, combater participativamente e educativamente às Doenças Tropicais Negligenciadas (DTN), garantir o acesso das comunidades mais carentes aos cuidados de saúde de base e a condições básicas de higiene e a revitalização da saúde comunitária.

DISCUSSÃO

O nosso grupo tem como utopia um mundo onde as diferenças são respeitadas e todos podem ter acesso a coisas básicas, como moradia, educação, saúde, saneamento e uma forma de subsídio. Nós chamamos nossa utopia de VIDA utópica.

Sendo assim, escolhemos uma ONG portuguesa para análise, que tem o objetivo de levar essas prioridades aos povos africanos menos favorecidos.

O que nos chamou atenção nessa iniciativa foi o fato de ser uma organização voluntária, que (a princípio) mostra-se mais interessada às necessidades coletivas. Dessa forma, tornou-se para nós, uma ação praticamente utópica.

Acreditamos que tal atividade pode levar a uma utopia pelo ponto que, se todos começarmos a contribuir a favor do desenvolvimento de uma população menos favorecida, como os voluntários e doadores da VIDA, estaremos construindo condições mais favoráveis para que pessoas possam viver.

Esta atividade, obviamente não erradicará os problemas estruturais dos países. No entanto, é um movimento que possui aspectos muito positivos: propõe e produz condições de vida necessárias, proporcionando maior igualdade à camada mais pobre.

REFERÊNCIAS

· http://www.vida.org.pt/

]]>
serggio.henriqque@gmail.com (Carolina, Evandro Jun e Sérgio Henrique) Utopia e cotidiano: buscando práticas idealistas Thu, 24 Oct 2013 13:30:35 +0000
A sociedade igualitário-coletivista e a escola da ponte http://rizomas.net/cultura-escolar/producao-dos-alunos/utopia-e-cotidiano/410-a-sociedade-igualitario-coletivista-e-a-escola-da-ponte.html http://rizomas.net/cultura-escolar/producao-dos-alunos/utopia-e-cotidiano/410-a-sociedade-igualitario-coletivista-e-a-escola-da-ponte.html "A escola funciona com a seguinte dinâmica: Os alunos formam grupos heterogêneos, que são por eles mesmos escolhidos e não tem restrições de turmas ou de ano de escolaridade (que na prática não existem). Mas os alunos se dividem em três núcleos: iniciação, consolidação e aprofundamento."

Maiores detalhes abaixo.

]]>
lau_bellotti@hotmail.com (Laura Bellotti e Pedro Micussi) Utopia e cotidiano: buscando práticas idealistas Mon, 12 Aug 2013 00:04:28 +0000