Devemos reciclar oléo de cozinha na escola? Mitos, perigos e interesses

Imprimir

A pergunta vem de um texto que anda circulando por email. Fui buscar a fonte e o autor me respondeu minutos depois, por email, esclarecendo o ponto central: "estão levando isso para as escolas que estão montando verdadeiras indústrias quimicas, consumindo insumos de alta periculosidade para as crianças e para o meio ambiente e vendem isso como uma ação em prol do meio ambiente". Colo o texto abaixo:

O MITO DESTA IDIOTICE DA RECICLAGEM DE ÓLEO DE COZINHA

por Germano Woehl Jr.
www.ra-bugio.org.br

Pessoal,

Alguém já viu uma macha de óleo de cozinha no rio que passa por uma das maiores cidades do mundo, São Paulo? Não, né? A gente só vê espuma, certo? Na represa de Guarapiranga? Também não, né? Observem no lançamento de esgoto das cidades onde vocês vivem e tentem observar alguma mancha de óleo (de cozinha) nos rios após passar pela cidade. Observem nas praias, no entorno da foz de grandes rios que passam grandes metrópoles, geralmente sem tratamento de esgoto. Não se vê nada, correto?

Vocês devem saber o que significa BIODEGRADÁVEL, certo? Pois é, o óleo de cozinha é uma destas substâncias GENUINAMENTE BIODEGRADÁVEL (se não fosse, imaginem o estrago que faria em nosso organismo). O óleo de cozinha dilui totalmente na água. A ação dos detergentes o dissolve com facilidade e as bactérias + outras substâncias químicas comuns nos esgotos transforma tudo em gás carbônico, oxigênio e água, substâncias comuns na natureza.

Vocês já repararam que em nossas residências (casas e prédios com apartamentos) existe uma CAIXA DE GORDURA? Esta caixa de gordura é maneira simples de reter as gorduras (vegetais e animais), da louça, da carne churrasco, do frango assado... . Mas não é por motivos ecológicos que foi inventada. É para evitar o entupimento da tubulação. AO LONGO DOS ANOS, o excesso de gordura vai acumulando nas paredes dos canos, no início da tubulação. Contudo, os detergentes atuam sobre a superfície da camada de gordura, reduzindo o acúmulo (na nossa casa a caixa de gordura nunca foi limpada durante 12 anos de uso).

A própria água é um bom detergente (molécula POLAR) e também contribui para diluir o óleo de cozinha. Porém, o xampu e sabonete que usamos no banho, o sabão em pó na máquina de lavar, o detergente na louça... faz com que nosso esgoto tenha detergente mais do que suficiente para diluir o óleo (por isso o rio Tietê produz aquela montanhas de espuma, nos trechos encachoeirados).

Uma família típica consome (utiliza) 15 mil litros de água por mês, certo? Após o uso, esta água é lançada no esgoto. Qual a quantidade de óleo de cozinha (não ingerido no pastel, arroz, bife...) que é lançado no esgoto por mês? Um litro? Dois? Um litro de óleo, ou bem menos, diluído em 15 mil litros de água (1/15.000), certo? Quantos de xampu usamos? Sabão na máquina de lavar, sabonete, pasta de dente, resíduos de cremes para a pele... Façam a conta.

Não seria mais racional a redução de todos estes produtos? Não dá, né? Pois é...

Não esqueçam que a indústria de sabão JÁ USA RESÍDUOS (sebo de boi, gordura de frango, suínos...). Vamos estimular o aumento do consumo de sabão? E o impacto dos outros insumos que deve ser adicionado ao óleo para se fabricar sabão?

Desculpe-me estragar o negócio dos vendedores de kits para fabricar sabão e insumos para as escolas. Mas é inaceitável que o futuro de nossas crianças seja sabotado desta maneira. Obviamente que é  muito educativo para a difusão da ciência (disciplina de química) mostrar como se fabrica o sabão, mas explorar mão de obra infantil e permitir professores desperdiçarem seu tempo valioso operando uma fabriqueta QUIMICA de fundo de quintal, em nenhum controle de qualidade, em nossas escolas não dá, né? E a questão fiscal, trabalhista... Que belo exemplo para as crianças! Que lição de cidadania é essa?


OBS. DO EDITOR: Se quiser, leia também o artigo sugerido por Germano:

Até outubro, mais de 170 pessoas foram atendidas após ingestão de soda cáustica em MG
"Cerca de 95% das vítimas são crianças com até 5 anos de idade.
Substância pode provocar lesões permanentes e levar à morte.
"

Última atualização em Sáb, 24 de Dezembro de 2011 13:21  


Qual é o melhor método de ensino?
 
Para que serve a educação?
 

Selecione uma palavra-chave

Artigos mais lidos desta categoria

A carta do chefe Seattle ao presidente Franklin Pierce realmente existiu?

Polêmicas
Em muitos meios de comunicação, incluindo materiais didáticos e "portais confiáveis" (lembrando que nenhuma fonte de informações é absolutamente confiável), encontramos uma carta supostamente ...(27932)

O criacionismo pode ser ensinado nas aulas de ciências?

Polêmicas
Comento abaixo alguns trechos da reportagem MEC diz que criacionismo não é tema para aula de ciências, de Fábio Takahashi e Talita Bedinelli (Folha de S.Paulo 13/12/2008). Veja também a discus...(14620)

Custo ambiental - a ecologia na economia

Polêmicas
arvoresdebarra.jpg desenho de Dorfo Gomes, BocAberta n.15 Quanto custa a natureza? Depende da época. No início da humanidade, tudo foi sempre de graça. No paraíso das delícias, os frutos eram oferecidos gra...(14143)

Qual é o verdadeiro efeito do efeito estufa?

Polêmicas
Como biólogo mas, antes, como ser humano, sempre me senti incomodado com o modo pelo qual o homem se relaciona com a natureza. Minha "consciência ecológica" começou, na infância, com normas co...(11757)

O "sistema anti-chute" do novo ENEM funciona mesmo?

Polêmicas
Quando escutei que o novo ENEM teria um sistema anti-chutes, achei ótimo. Sempre achei estas provas de múltipla escolha um tanto rudimentares. Meus alunos, diferentemente, não gostaram da muda...(10188)