Pra onde vai o DNA? Mapa mental com transcrição, tradução, duplicação, etc...

Sex, 11 de Setembro de 2009 16:45 Rodrigo Travitzki Material didático/ pedagógico
Imprimir

Há bastante confusão quando tentamos entender o que pode acontecer com uma molécula de DNA, um cromossomo. Não só porque a própria vida é complicada, mas também porque cada coisa tem um nome próprio, uma palavra específica que só os biólogos conhecem.

Para ajudar a entender os processos pelos quais o DNA pode passar, fiz esta figura. O principal é compreender a diferença entre a "vida normal" da célula (fase G1 da interfase) e sua fase reprodutiva. Se quiser, clique aqui para entender o ciclo celular.

VIDA "NORMAL" (fase G1)

Enquanto vive, a célula "ativa" e "desativa" cada um de seus milhares de genes. Quando "ativados", eles levam à produção de proteínas. Isto é mediado pelos ribossomos. A produção de RNA mensageiro a partir de um gene em uma molécula de DNA  é chamada de transcrição. Este RNAm é como se fosse uma "cópia xeróx" do gene - que fica guardado e protegido no núcleo. O RNAm, por sua vez, sai do núcleo e vai para os ribossomos, onde são produzidas as proteínas, no processo de tradução.

Mas por que estes nomes linguísticos? Na transcrição, você passa do oral pro escrito - ou seja, a forma física varia, mas a língua não. Na tradução, por sua vez, há uma mudança de língua. Ou seja, é necessário um código para que se possa traduzir algo. É como se o DNA e o RNA "falassem a mesma língua" (porque têm a mesma estrutura química), mas as proteínas "falassem uma língua diferente" (novamente nos referimos à sua estrutura química). E para "traduzir a língua do DNA/RNA para a língua das proteinas" você precisaria de um código... eis aí o código genético. Lembre-se que o código genético é o mesmo para todos os seres vivos do planeta.

REPRODUÇÃO

A fase reprodutiva começa quando cada cromossomo da cromatina se duplica, para que as duas células-filhas possam ter uma cópia deste cromossomo. Lembrando que cada molécula de DNA é um cromossomo. Depois de se duplicar, tirar um "xeróx" de si mesmo, o cromossomo se condensa, enrola-se sobre si mesmo. Isso ajuda na mecânica de distribuição dos cromossomos entre as células-filhas. É como se você tivesse um monte de fios de lã emaranhados para dividir com seu irmão - seria necessário antes fazer pequenos novelos para depois dividir irmamente.

OBS. Esta é uma explicação simplificada dos processos. Você pode encontrar textos mais detalhados pela rede. Busque, por exemplo, por "síntese de proteína" ou "ciclo celular".

Última atualização em Dom, 28 de Agosto de 2011 21:24