Análise da prova para professores temporários (biologia) e questões comentadas

Imprimir

A fim de aprofundar a discussão sobre a prova para professores temporários, resolvi analisar o exame propriamente dito. As provas foram bem feitas? Estavam difíceis? O que significa tirar zero nessa prova?

Resumo da análise (prova de biologia):

- É uma prova de múltipla escolha (objetiva) com cinco alternativas por questão. Assim, se alguém chutasse todas, acertaria em média 20% - ou seja, tiraria 2. Fica difícil entender como tantos professores tiraram zero.

- A prova abordou temas bem variados dentro da biologia, enfocando na maioria das vezes conceitos significativos. Neste sentido, fica ainda difícil entender como um professor tiraria zero.

- O nível das questões estava bom, embora algumas fossem mais específicas do que o esperado. Faz sentido, se a idéia da prova for essa, algumas questões mais difíceis, "conteudistas" (mas não é bem o que diz a proposta curricular do estado). Ou seja, também deve ter sido difícil tirar 10. Segundo os números do Dimenstein, tivemos 3 mil "zeros" e 111 "dez" (25) em todo o estado.

- Observando os dois ítens anteriores, vemos que o professor "especialista", que dá aula só de algumas matérias, poderia ter dificuldades nesta prova. Nada que justificasse um zero, claro, mas o ideal seria que o exame contemplasse esta particularidade. Talvez trabalhando por temas dentro da biologia.

- Foram 25 questões: 7 de pedagogia, uma interdisciplinar, e 17 de biologia (segundo nossa classificação). Um equilíbrio de forças interessante.

- Há muitas referências à Proposta Curricular do Estado de São Paulo, que torna-se assim uma leitura obrigatória para a prova.

- Algumas questões apresentaram problemas e poderiam, segundo nossa análise, ser anuladas. Veja abaixo estas questões (em azul) devidamente comentadas.

Prova de biologia para professores temporários
Questões que poderiam ser anuladas

 

1. A Proposta Curricular do Estado de São Paulo assume uma determinada postura em relação ao processo de ensino-aprendizagem. Assinale a alternativa que corresponde à essa postura:

a) Fruto de tensões sociais que extravasam indevidamente para o ambiente escolar, típicas de países pobres e emergentes, o conflito corresponde a um fenômeno contemporâneo.

b) O conflito é um fenômeno atípico do processo de ensino, cuja manifestação perturba e atrasa o desenvolvimento cognitivo, muitas vezes de forma definitiva.

c) O conflito é inerente ao processo de ensino-aprendizagem e, quando produtivamente explorado, impulsiona o desenvolvimento cognitivo e o desempenho escolar.

d) O conflito pode se manifestar a qualquer momento no processo de ensino-aprendizagem, porém, quando eficazmente inibido, não chega a causar maiores distúrbios.

e) A depender do contexto social em que a escola está inserida, o conflito pode ter maior ou menor impacto no ambiente escolar, sendo as mais numerosas ocorrências em áreas de risco social.

 

Questão 1: A prova começa mal, com uma questão que, no meu julgamento, tem duas alternativas corretas. Claro que a C, a correta, é muito mais bonita e “pedagógica”, mas a E me parece igualmente verdadeira. Agora, se ela não está na proposta curricular do estado, para mim isto significaria falha na proposta. Fui verificar na proposta de biologia, procurei pelas palavras “conflito” e “cognitivo”, e não encontrei nenhum trecho que pudesse servir de base para esta pergunta. Isto seria um argumento para anular a questão.

 

 

13. Uma situação de aprendizagem pede que o aluno compare a organização e o funcionamento de uma célula eucariótica com o de uma cidade e estabeleça analogias. De acordo com a situação em destaque, devem estar presentes os seguintes elementos:

  • O retículo se assemelha a ruas e avenidas, porque por ele circulam proteínas e lipídeos, importantes para diversas funções celulares;

  • O Golgi se assemelha a um armazém ou silo porque processa, embala e estoca proteínas que serão enviadas para certas regiões da célula ou para fora dela;

  • As mitocôndrias são a central energética porque é nela que acontece a produção de ATP, molécula que será empregada em diversos processos celulares;

  • O cloroplasto é comparável a uma casa com aquecimento solar porque absorve a luz do sol que será empregada na fabricação de açúcares, posteriormente oxidados para a geração de energia e calor;

  • Os lisossomos são comparados a restaurantes e lanchonetes, porque neles acontece o processo de digestão celular.

Os itens a seguir expressam algumas expectativas de aprendizagem:

I. Identificar as principais organelas citoplasmáticas.

II. Relacionar as organelas com as funções que desempenham.

III. Reconhecer a forma de cada uma delas em fotos, desenhos ou esquemas

IV. Realizar analogias entre a célula e um outro sistema produtivo, consolidando o conceito de células.

V. Compreender que a célula difere de qualquer outro sistema produtivo, desconstruindo o conceito de célula proposto.

Assinale a alternativa correspondente aos itens que expressam expectativas em conformidade com a Proposta Curricular de Biologia do Estado de São Paulo, apenas nos itens:

a) I, III e V.

b) III, IV e V.

c) I, III e IV.

d) II, III e IV.

e) I, II e III.

Questão 13: apresenta ao professor uma visão antiga e “infantil” de célula, bem aos moldes do conhecimento acadêmico inútil. Afinal, este tipo de analogia é muito usado quando tentamos ensinar uma coisa que o aluno ainda não está preparado para aprender. Ou seja, já que “tem que” estudar organelas celulares no ensino fundamental, então vamos fazer analogias para os alunos entenderem. É justamente o inverso da proposta curricular do estado, que estimula o professor a fugir de conteudismos acadêmicos. Talvez digam que esta analogia entre célula e cidade é uma forma “partir da realidade do aluno”. Eu acho que é o contrário.

Bem, a alternativa correta é a C. Sendo assim, se eu entendi bem, esta analogia ajuda o aluno a “identificar as principais organelas” mas não ajuda o aluno a “relacionar as organelas com as funções que desempenham”. Agora eu já não entendi mais nada. Para que fazer a analogia se não é para relacionar células com funções? Para identificar? Isto é identificar? Os lisossomos são restaurantes?

Esta questão, no meu julgamento, está muito ruim. Poderia, inclusive, ser anulada.

 

 

19. Em Biologia, o esquema conhecido como árvore filogenética, também chamado de “cladograma” ou “árvore da vida”, permite:

I. Analisar o mais recente antepassado comum dos descendentes.

II. Compreender a história evolutiva dos seres vivos.

III. Representar estimativas do tempo evolutivo.

Assinale a alternativa correta:

a) I.

b) III.

c) I e II.

d) II e III.

e) I, II e III.

Questão 19: a meu ver, também deveria ser anulada. Isto porque a alternativa “certa” (E) está conceitualmente incorreta. Os cladogramas não permitem representar estimativas de tempo evolutivo (ou geológico). Apenas se forem associados a outras fontes de informação. Os cladogramas só informam parentesco evolutivo. Assim, a alternativa mais correta seria, na verdade, a C.

 

 

25. Os itens a seguir contém afirmações sobre conceitos de cadeias e teias alimentares.

I. O conceito de cadeia alimentar é didático, uma vez que nos ecossistemas tropicais não existem cadeias alimentares lineares, existindo certamente as teias alimentares.

II. Em uma teia alimentar marinha, o nível trófico correspondente ao ocupado pelas plantas em um ecossistema terrestre é ocupado pelas algas do zooplâncton.

III. Na natureza, a energia flui unidirecionalmente, enquanto que a matéria comporta-se de maneira cíclica.

Assinale a alternativa que corresponde a afirmação(ões) correta(s):

a) Apenas item I.

b) Itens I e II.

c) Itens I e III.

d) Itens II e III.

e) Apenas item III.

Questão 25: também poderia ser anulada por erro conceitual. Não podemos dizer que cadeia alimentar é “didático” e teia alimentar “existe certamente”. Ambos são conceitos, são didáticos. Com isto, a alternativa correta seria a E.

 

A prova de biologia está neste link:

http://drhu.edunet.sp.gov.br/eventos/Provas/Ci%C3%AAncias_Final_210x270mm_CG_211108.pdf

 

Última atualização em Ter, 01 de Setembro de 2009 20:48  


Na sua escola, o currículo de biologia é muito "pesado" e "cheio de palavras"?
 

Selecione uma palavra-chave

Artigos mais lidos desta categoria

Experimentos e atividades práticas de biologia - experimentoteca da USP

Como ensinar biologia?
As atividades abaixo foram retiradas do Centro de Divulgação Científica e Cultural da USP (CDCC), na parte do ensino médio (http://www.cdcc.usp.br/exper/medio/). Há também atividades de matemá...(93121)

Currículo nacional de biologia - comparação dos conteúdos da Fuvest e Unicamp

Como ensinar biologia?
Qual é o conteúdo total de biologia para os dois principais vestibulares do país? Resolvi juntar os dois para ver no que dava. As unidades temáticas não são muito diferentes, então fiz uma tab...(22547)

Bioética - estudos de caso

Como ensinar biologia?
As questões éticas que vêm aparecendo com o avanço da biotecnologia são muitas. É a chamada bioética. Para entender melhor as nuances e conflitos desta "nova área", um bom caminho é estudar al...(13358)

Conteúdos do ENEM: Biologia

Como ensinar biologia?
Desde 2009, o ENEM passou a incluir também conteúdos específicos de cada disciplina em sua matriz de referência, que antes contava apenas com competências e habilidades. Essa mudança veio junt...(13193)

Fuvest acerta na prova de biologia

Como ensinar biologia?
A prova de biologia da fuvest (vestibular da USP) me surpreendeu este ano. Questões inteligentes, sem decoreba inútil. Os conteúdos avaliados se distribuíram bem entre as áreas da biologia. Di...(7089)