Repressão violenta na greve de professores no Paraná: cenas de guerra

Qua, 29 de Abril de 2015 19:27 Rodrigo Travitzki O educador
Imprimir

"Professores e servidores que estão hoje (29) na Assembleia Legislativa para acompanhar a votação de alterações na previdência do funcionalismo foram brutalmente agredidos pela Polícia Militar do governador Beto Richa (PSDB).

De acordo com o jornal paranaense Gazeta do Povo, que cobre os conflitos in loco, mais de 130 manifestantes estão feridos e oito encontram-se em estado grave. O SAMU divulgou que o número total de feridos é de 150 pessoas. Os que apresentam estado mais grave foram encaminhados para o hospital Cajuru, um deles com traumatismo craniano.

Foram utilizados blindados, bombas, balas de borracha, cães treinados e até um helicóptero para coibir os servidores."

Trecho retirado do portal "Pragmatismo Político" Leia a reportagem toda aqui

Última atualização em Qua, 29 de Abril de 2015 19:35