Pedagogia Shaolin e a "escola forte"

Imprimir

alt"Os templos Shaolin são um grupo de mosteiros budistas da China. (...)
"Shaolin" significa "Floresta Jovem", e este nome teve origem após um grande incêndio que devastou as florestas ao redor do templo. As árvores destruídas foram depois replantadas, o que tornou a floresta 'jovem'".
Fonte: http://pt.wikipedia.org/wiki/Shaolin

 

A pedagogia Shaolin busca samurais excelentes, os mais primorosos guerreiros, os melhores no que fazem. É o que se chama hoje de "escola forte". altEla se baseia no treinamento como algo mais dificil que o mundo real. E é tanto melhor quanto mais difícil for a tarefa imposta ao aluno.

 

Se ele vai aprender a usar as pernas, deverá correr montanha acima com uma pedra nas costas, respirando direito. Caso esteja com o abdômen vulnerável, será submetido a sessões de pancadas na barriga cada vez mais fortes. Respirando direito, claro, se não terá contrações. Coisas do tipo.

Isso é o que chamo de pedagogia Shaolin. Ela tem como objetivo o mais habilidoso ser humano que seus mestres (e financiadores) podem (e desejam) imaginar.

Partindo destes pressupostos vamos tecendo algumas deduções:

o bom Shaolin

alt- há muita seleção na boa pedagogia Shaolin pois, por definição, nem todos podem ser "os melhores guerreiros". Assim, muitos podem ficam de fora, porque não conseguiram correr a montanha ou receber as pancadas. Não serão formados na pedagogia Shaolin.

- não há necessariamente a necessidade de explicação, pois isso é facilitar as coisas. O bom Shaolin sabe como aprender sozinho.

- O bom Shaolin tem sempre uma vontade inabalável de aprender, suportando a dor com paciência, usando a inteligência, se esforçando ao máximo, confiando no mestre. E o bom Shaolin consegue distinguir o bom mestre Shaolin de um charlatão.

- A vontade inabalável do bom Shaolin é o máximo que um professor poderia esperar de um aluno no chamado "processo intencional de ensino-aprendizagem". Ele por sua vez, o mestre, deverá também desenvolver habilidades e comportamentos de acordo com suas finalidades, para que o processo possa ser realmente intencional e, portanto, efetivo.

 

O bom mestre shaolin

alt- O bom mestre fala muito pouco, sendo suas melhores qualidades: escolher o desafio adequado para cada pupilo, as melhores sequências de desafios, distinguir graus de dificuldade dos desafios, conhecer os alunos, desejar ensinar sua arte, ter experiência... enfim, conhecimento, vontade e sensibilidade.

- Mas o bom mestre Shaolin não deve se sensibilizar tanto com a dor de seus discípulos, pois ela faz parte do aprendizado. Paralelamente, ele deve saber distinguir a dor desejável daquela que destrói, uma linha bem tênue.

- Na boa pedagogia shaolin, portanto, o mestre deve ser realmente muito bom, e mesmo assim teremos alunos que não cumprirão os objetivos básicos.

 

A boa pedagogia Shaolin

KF_Shaolin meihuazhuang2

- A boa pedagogia Shaolin é intencional, dependendo do esforço dos alunos e sua vontade de aprender. Depende também da ação intencional dos mestres, tanto maior quanto menor for a rigidez da escola ou sistema de ensino. Um bom sistema de ensino poderia funcionar sem a ação intencional dos mestre, como tanto vemos por aí nas "escolas-empresa". A questão aqui seria: um bom sistema de ensino com um mestre médio poderia criar bons Shaolins? Creio que muito poucos (aqueles que nem precisam de sistema de ensino), pois a pedagogia Shaolin depende de um bom mestre que conheça os discípulos e possa levar cada um além do seu máximo, sem prejudicá-lo. As "escolas-empresa" não são capazes de uma boa pedagogia Shaolin - a não ser que pudessem produzir uma grande quantidade de alunos machucados (física e mentalmente) e de excluídos, estudantes não formados. Ou seja, uma grande massa de Shaolins de meia tigela para uns poucos samurais que se acham os escolhidos dos antigos deuses do Himalaia.

- A boa pedagogia Shaolin é algo bastante improvável.

- Um avião é improvável, mas é possível graças a bons profissionais, conhecimento acumulado e muito investimento financeiro.

- A boa pedagogia Shaolin deve ser rara, e restrita a camadas da população capazes de pagar muito dinheiro na educação dos filhos.

- Se os clientes da boa pedagogia Shaolin são ricos, e se ela produz sempre excluídos, então deve haver algo acoplado à escola, capaz de incluir os excluídos da pedagogia Shaolin. Eis aí os professores particulares. Ou seja, a escola é incapaz de lidar sozinha com seus alunos.

- Podemos até imaginar (meio que prever) uma tendência: quanto menor for o processo seletivo para entrar numa chamada "escola forte", maior será sua necessidade de "apêndices" (como os professores particulares).

 

A pedagogia Shaolin como base para a escola pública

- Sendo assim, a boa pedagogia Shaolin é rara, cara, requer profissionais extremamente qualificados, e mesmo assim produz excluídos. Pois o objetivo é alto e o treinamento é duro. Desta forma, imaginar a pedagogia Shaolin como a base de uma escola pública e democrática é um ato tão estúpido quanto usar as mãos para cavar até o Japão. Até porque seu objetivo é uma pessoa habilidosa, o que não é necessariamente igual a um "bom cidadão". Isto porque competência não pressupõe valores democráticos ou comportamentos éticos.


* Futuramente continuaremos nossa "classificação rizomática dos métodos de ensino" (iniciada na Pedagogia Ômega 3) tratando da pedagogia estatística.

** OBSERVAÇÃO: não sei nada sobre os templos Shaolin além dos filmes de kung fu. Estou usando esta palavra aqui justamente com este "significado comum", de forma metafórica, sem qualquer pretenção de imaginar uma suposta forma de teorizar o que acontecia na China do século alguma coisa. Pelo contrário, a idéia aqui é "criar um conceito" que talvez possa ajudar a entender o mundo que nos cerca e que nós mesmos produzimos.

Última atualização em Ter, 01 de Setembro de 2009 21:08  


Qual é o melhor método de ensino?
 
Para que serve a educação?
 

Selecione uma palavra-chave

Artigos mais lidos desta categoria

Qual é o melhor método de ensino?

Métodos de ensino
A questão da metodologia na educação tem sido muito discutida. Devemos ter uma escola tradicional ou construtivista? Engraçado como gostamos de dividir o mundo em dois, quando na verdade há in...(47423)

Como falar bonito sem ter o que dizer? Embromation pedagógico

Métodos de ensino
Quem quiser realmente falar bonito sem ter o que dizer, terá que contar com um bom método. Afinal, quanto maior a eficiência do método, menor é a necessidade de um ser humano inteligente, pers...(42726)

Comenius - Didática Magna - livro completo

Métodos de ensino
Para quem quiser ter contato mais direto com as raízes da escola moderna, este livro é uma boa pedida. Diz o wikipedia sobre o autor: "Jan Amos Komenský (em latim, Comenius; em português, Com...(30669)

Como fazer uma boa apresentação oral?

Métodos de ensino
alt Oratória, arte dos contadores de estória, políticos, apresentadores, professores... Esta semana conheci o TED Talks, um belíssimo encontro de pessoas e idéias. São várias palestras, verdadei...(22770)

A evolução do ensino de matemática - piada tragicômica

Métodos de ensino
alt Recebi por email esta piada sobre o ensino de matemática nas últimas décadas. Achei interessante pelo lugar de destaque que é colocado a uma metodologia muito praticada hoje em dia. O conhec...(17553)