Batalhão de choque usa violência em manifestação de professores no Rio de Janeiro

Imprimir

"O Batalhão de Choque utilizou três bombas de efeito moral para dispersar manifestação de cerca de mil professores e profissionais de educação em frente à Alerj, na tarde desta terça-feira. Um professor teria sido detido e oito pessoas ficaram feridas com balas de borracha e estilhaços de bomba de gás lacrimogêneo. Seis vítimas estão sendo levadas para o Hospital Souza Aguiar e duas permanecem em observação na Alerj. Deputados e secretários estaduais ainda estão reunidos negociando uma forma de aprovar o projeto de lei que incorpora a gratificação do Nova Escola ao salário dos professores . O clima ainda é tenso no local."


O vídeo abaixo mostra algumas cenas do que aconteceu hoje.


"O protesto que incorpora o Nova Escola aos salários dos professores em até seis anos deve ser votada ainda nesta terça-feira. Os professores reivindicam a manutenção do aumento de 12% na mudança de nível do plano de carreira dos professores. O estado quer reduzir para 7,5%.

A confusão começou quando os policiais tentaram tirar uma faixa que simulava o painel de votação da Alerj. O fotógrafo do EXTRA Marcelo Franco também foi atingido pelos estilhaços das bombas de gás lacrimogêneo lançadas pela PM. A Guarda Municipal deteve um professor por desacato à autoridade. O detido foi levado para a 5ª DP. O Batalhão de Choque começou a se retirar por volta das 17h, mas a Polícia Militar continua acompanhando de perto a manifestação."

O GLOBO

LEIA A ÍNTEGRA DESTA NOTÍCIA

Última atualização em Ter, 08 de Setembro de 2009 22:24  


Para que serve a educação?
 

Selecione uma palavra-chave

Artigos mais lidos desta categoria

Cenas de violência gratuita na USP

Denúncias
violencia-policial-na-uspAlém de professor sou também aluno. Faço doutorado na USP e venho sentindo alguns efeitos da greve em meu cotidiano. Nada fatal, apenas falta de biblioteca, bandejão, cepeusp, e uma aula cance...(11960)

Reportagem revela corrupção na secretaria de educação de Barueri

Denúncias
A equipe de Marcelo Tas (programa CQC, da Bandeirantes) doou uma TV de última geração para a secretaria de educação do município de Barueri, chefiada pelo irmão do prefeito. O aparelho, que ...(5028)

Escola pública acusada de vigiar alunos via notebook - panóptico digital

Denúncias
Saiu no Jornal Nacional (19/2) a notícia de que uma escola pública americana distribuiu notebooks aos alunos, que estariam sendo usados como forma de vigilância. Os alunos perceberam que a luz...(4611)

Educação ambiental ou marketing ecológico? Alunos participam de atividades ambientais questionáveis, promovidas pelas empresas de eucalipto

Denúncias
A notícia foi divulgada por Germano Woehl Jr no Portal O Eco. Veja um trecho abaixo. “O que mais me surpreendeu foi uma outra diretora revelar que os alunos de sua escola já foram obrigados...(4181)

Mudanças nas regras do Saresp podem ter interesse político

Denúncias
Segundo a jornalista Adriana Ferraz, o governo do Estado de São Paulo mudou o critério de classificação para elevar a média das escolas. Diz o início da reportagem Governo Serra altera classif...(4108)