Pensando a longo prazo

Um outro mundo é possível? Os alunos buscam respostas

VIDA: um programa voluntário e utópico

Alunos: Carolina, Evandro Jun e Sérgio Henrique INFORMAÇÕES GERAIS VIDA – Voluntariado Internacional para o...
Leia tudo

Utopia Médica

"Médicos como a Angélica, ou esses do Norte que buscam especializar-se para atender melhor uma população carente...
Leia tudo

Chegaremos ao "bom capitalismo" ou precisaremos inventar outra coisa?

Imprimir

Uma pergunta ligada às idéias do filósofo Slavoj Žižek, que foi no Roda Viva esta semana.

alt

Selecionei abaixo 3 trechos de um artigo que ele escreveu na folha, que podem nos ajudar a pensar a utopia de uma forma não ingênua.


Missão: impossível
Crença na utopia é ainda a melhor forma de questionar a exclusão social
(trechos selecionados)

"Os protestos anticapitalistas dos anos 60 suplementaram a crítica padrão da exploração socioeconômica pelos temas da crítica social: a alienação da vida cotidiana, a "mercadorização" do consumo, a inautenticidade de uma sociedade de massa em que "usamos máscaras" e sofremos opressão sexual e outras etc.

Mas o novo espírito do capitalismo recuperou triunfalmente a retórica anti-hierárquica de 1968, apresentando-se como bem-sucedida revolta libertária contra as organizações sociais opressivas do capitalismo corporativo e do socialismo "realmente existente".

O que sobreviveu da libertação sexual dos anos 1960 foi o hedonismo tolerante, facilmente incorporado a nossa ideologia hegemônica: hoje o prazer sexual não apenas é permitido, é ordenado - os indivíduos se sentem culpados quando não podem desfrutá-lo."

*

"...o capitalismo liberal-democrático é aceito como a fórmula finalmente encontrada da melhor sociedade possível, e tudo o que se pode fazer é torná-la mais justa, tolerante etc."

Hoje a única verdadeira questão é: nós endossamos essa naturalização do capitalismo ou o capitalismo global de hoje contém antagonismos fortes o suficiente para impedir sua infinita reprodução?

Há (pelo menos) quatro desses antagonismos: a sombria ameaça da catástrofe ecológica, a inadequação da propriedade privada para a chamada “propriedade intelectual”, as implicações socioéticas dos novos avanços tecnocientíficos (especialmente em biogenética) e as novas formas de apartheid, os novos muros e favelas."

*

"Se ignorarmos esse problema dos excluídos, todos os outros antagonismos perdem seu viés subversivo. A ecologia se transforma em um problema de desenvolvimento sustentável, a propriedade intelectual em um complexo desafio jurídico, a biogenética em uma questão ética.

Sem o antagonismo entre incluídos e excluídos, poderemos nos encontrar em um mundo em que Bill Gates é o principal humanista, lutando contra a pobreza e as doenças, e Rupert Murdoch o maior ambientalista, mobilizando milhões de pessoas por meio de seu império da mídia.

O verdadeiro legado de 1968 é melhor resumido na fórmula “soyons realistes, demandons l’impossible!” [sejamos realistas, exijamos o impossível!].

A verdadeira utopia é a crença em que o sistema global existente pode se reproduzir indefinidamente. A única maneira de ser verdadeiramente realista é imaginar o que, dentro das coordenadas desse sistema, só pode parecer impossível."

Por Slavoj Zizek
Fonte: Folha de S. Paulo, 4/5/2008
(Tradução de Luiz Roberto Mendes Gonçalves)

Você pode ler o texto todo nos links abaixo:

http://outrapolitica.wordpress.com/2008/06/19/desejar-o-impossivel-e-ser-realista-contra-o-capitalismo/

 

http://cesarkiraly.opsblog.org/2008/06/03/crenca-na-utopia-slavoj-zizek/

 

Última atualização em Ter, 01 de Setembro de 2009 22:45  

Cidadania

ecologia


Você costuma usar computador na escola?
 
Para que serve a educação?
 

Selecione uma palavra-chave

Artigos mais lidos desta categoria

Utopias: socialismo e educacionismo - Cristovam Buarque

Pensando a longo prazo
educacao-progresso Cristovam Buarque: “Como a bola é redonda para todos e os pobres formam a maior parte da população, são eles que chegam ao topo da carreira futebolística. Mas, para entrar em uma universidad...(6951)

Utopias: o ecossocialismo é viável?

Pensando a longo prazo
Conhecer e discutir as diferentes utopias é fundamental para escolas e professores que querem formar alunos sujeitos de sua história. O final do ensino médio é, acredito, um bom momento para i...(5223)

Ensaiando passos de uma Utopia libertadora - por Alder Calado

Pensando a longo prazo
Colo abaixo um texto que parece interessante para refletirmos sobre novas formas de planejamento educacional a longo prazo, assim como para o trabalho escolar "Utopia e cotidiano". ENSAIAND...(4324)

Há uma economia do conhecimento em formação?

Pensando a longo prazo
Ladislau Dowbor: "O eixo central de geração de valor desloca-se do conteúdo material para o conteúdo de conhecimento incorporado aos processos produtivos. Com isso criou-se uma batalha ideol...(3004)