Um outro mundo é possível? Os alunos buscam respostas

O Movimento Moinho Vivo

 1- INFORMAÇÕES GERAIS: Nome da atividade: Movimento Moinho Vivo Breve descrição do...
Leia tudo

Ashoka: apoio a empreendedores sociais

1. Visão Geral A Ashoka é uma organização mundial sem fins lucrativos que realiza um trabalho de apoio a...
Leia tudo

Projeto Arte e Saúde

Imprimir

Alunas: Ágatha,
Amora,
Daniela
Giovana

PROJETO ARTE E SAÚDE

1- INFORMAÇÕES GERAIS

O Projeto Arte e Saúde, realizado pelo Instituto Equipe de Cultura e Cidadania, tem como objetivo a humanização do ambiente hospitalar. Trabalhando com crianças em estado pré e pós operatório e com enfermidades crônicas, busca trazer o entretenimento para tirar as crianças da rotina hospitalar. A atuação se dá com crianças do Hospital Municipal Infantil Menino Jesus - Rua dos Ingleses 258 - Bela Vista, telefone para contato 3253.5200.

O trabalho conta com:

*visitas semanais ao Hospital Menino Jesus, onde são realizadas atividades lúdicas que incluem jogos, leitura de livros infantis, pintura e teatro.

*reuniões, também semanais, para discussão entre os participantes do trabalho realizado e planejamento das próximas visitas.

Atualmente, o projeto é coordenado pela professora Cristina Helena Guerreiro dos Santos, que é também diretora e coordenadora do Instituto Equipe de Cultura e Cidadania.

Site do Instituto: www.institutoequipe.org

2- CONHECENDO A PROPOSTA:

O projeto teve sua origem em 2000, coordenado pelo professor Gilberto Mariotti, com a iniciativa de construir duas brinquedotecas no Hospital Municipal Infantil Menino Jesus. Após a montagem destas e pintura de suas paredes, decidiu-se que não bastava só montá-las. Então, montou-se a proposta de iniciar uma atuação mais próxima às crianças aproveitando o espaço criado.

Além do trabalho com crianças do pré e pós operatório, o projeto também atua com crianças em estado crônico, e que praticamente tinham vivido a vida inteira no hospital. Conseqüentemente, essas são crianças que não tiveram a mesma oportunidade de ter o contato com o mundo que as outras, por essa razão há uma preocupação dos participantes de levar brincadeiras e atividades para que essas crianças entrem em contato com o mundo exterior.

Os participantes do projeto são alunos do Ensino Médio do Colégio Equipe e outros jovens interessados em colaborar com as atividades exercidas. O Instituto Equipe recebe doações de colaboradores que são revertidas para as despesas dos projetos que realiza.

No Arte e Saúde, geralmente o contato com a criança se realiza apenas uma vez, pois o período em que elas ficam internadas no hospital costuma ser curto, exceto no caso dos crônicos, dessa forma a atuação do projeto não é algo continuo, mas tem seus resultados no próprio dia, como relata a antiga participante do projeto, Giovana Andrade:

Uma vez nós estávamos no Hospital e a avó de um menino veio nos pedir para brincarmos com ele porque ela não sabia mais o que fazer, ele não comia, não conversava. Então fomos no quarto onde ele estava, o menino tinha uns 12 anos então a gente estava meio sem saber o que fazer, mas nós fomos conversando com ele e foi muito recompensador ver, no final do dia, ele dar um sorriso, meio tímido, mas era um sorriso e, um tempo depois, ele voltou para o Hospital, mas parecia que era outra pessoa, porque ele não ficou mais sério igual da primeira vez, ele estava bem mais feliz.”

3- DISCUSSÃO

Nós escolhemos esse projeto pois ele busca fazer dos hospitais um ambiente mais humano, para isso realizando atividades que quebram a relação de medico e paciente, através da relação entre adolescentes e as crianças.

Um aspecto positivo deste projeto é o fato de que tira a criança do ambiente hospitalar, como se ela não estivesse mais em um hospital e sim na sua casa brincando com outras crianças, fazendo com que essa esqueça por alguns instantes que está doente. O ponto negativo que observamos neste trabalho é o fato de que este não possui continuidade, apenas trabalha com aquela criança em um determinado momento e acaba ali, acreditamos que por se tratar de crianças que vem de famílias carentes, essa continuidade seria necessária ou a criação ou outro projeto que de continuação a este trabalho, criando uma nova relação para com a criança. O consideráramos admirável neste projeto é a relação construída com as crianças em tão pouco tempo, mas com um efeito tão positivo na criança durante sua estadia.

Acreditamos que valores aprendidos interdisciplinariamente que foram necessários para a realização são a relação diária com o outro, a valorização desta relação e o quão importante é isso. Alem disso, há a questão da troca de conhecimentos, experiências, e ate mesmo valores pessoais. A escola é um espaço fundamental na formação do individuo e o que este ira realizar no mundo que enfrentara quando sair da instituição de ensino.

Com esse trabalho pudemos aprender a importância do lúdico no tratamento de crianças, e como a troca realizada com pessoas fora do relacionamento médico-paciente é importante no progresso do tratamento

 

4 – REFERÊNCIAS

Relatos da ex-participante do projeto Arte e Saúde Giovana Gomes de Andrade

Página do Instituto Equipe Cultura e Cidadania no site do Colégio Equipe: http://www.colegioequipe.g12.br/agora/doc.cfm?id_doc=2370

Última atualização em Seg, 08 de Novembro de 2010 15:06  


Para que serve a educação?
 

Selecione uma palavra-chave

Artigos mais lidos desta categoria

O Sistema de saúde Universal Gratuito - França, Reino Unido e Cuba

Utopia e cotidiano: buscando práticas idealistas
"A possibilidade de um mundo diferente está nas mãos do homem, portanto dele depende aceitar, corrigir, mudar e criar políticas que defendam uma sociedade menos decadente, e sim mais igualitár...(21432)

Como as interações ecológicas do homem são permeadas pela sua cultura?

Trabalhos Escolares
Com o aumento da população humana que vem ocorrendo pelo menos nos últimos 3 mil anos, o número de parasitas como carrapatos e bichos de pé, assim como o de muitos vírus e bactérias, sendo que...(21157)

As clínicas de aborto na Holanda

Utopia e cotidiano: buscando práticas idealistas
No século XX alguns países legalizaram o aborto, como a Holanda, a URSS e a Suécia. A Alemanha nazista também legalizou o aborto para as mulheres que eram consideradas "hereditariamente doente...(17467)

Melancia sem sementes: Para quê e para quem?

Trabalhos Escolares
Nessa lógica é que encontramos um paradoxo entre o que a ciência se proporia em sua essência, e a maneira pela qual a ciência e a tecnologia foiram apropriadas por aqueles que concentram em su...(14910)

A Biologia das Embalagens - análise da embalagem de Sucrilhos Kellogg’s

Trabalhos Escolares
Os valores nutricionais tornam-se um artifício cientifico para atrair mais consumidores ao produto em questão. As embalagens não comportam mais o objetivo inicial de comunicar informações nutr...(12316)