Um outro mundo é possível? Os alunos buscam respostas

Um TETO para o nosso país

1. Informações gerais: O TETO é uma organização de estudantes voluntários que ajuda a construir, com o auxílio...
Leia tudo

Utopia Médica

"Médicos como a Angélica, ou esses do Norte que buscam especializar-se para atender melhor uma população carente...
Leia tudo

Produção dos alunos

Comunidade de Serviço Emaús Ubatuba

Imprimir

Esta comunidade foi criada há dezenove anos, em 1990, tendo tido sua fundação oficial datada de fevereiro de 1994 e é dirigida e coordenada por Sr. Jorge da Cruz Oliveira (telefones para contato: (12)3833-6701/(12)3832-0265), baiano, que saiu de sua terra há treze anos com o objetivo de ajudar no estabelecimento do Movimento Emaús em Ubatuba.

Hoje em dia, na comunidade, vivem cerca de 24 famílias e 17 ex-mendigos em 23 casas, que são emprestadas às pessoas que lá chegam, até que estas tenham condições de se sustentar. É importante esclarecer que as casas não são doações, funcionam como um empréstimo com a intenção de que a família se estabeleça econômica e socialmente e cada uma das pessoas que vive lá assume um compromisso com o meio ambiente e tem de cumprir com algumas normas como: conservar a casa, respeitar o próximo e não consumir bebidas alcoólicas. Cada família é responsável por sua própria renda e a meta de seu Jorge é manter empregadas todas as pessoas que são aptas a trabalhar.

Última atualização em Seg, 01 de Março de 2010 15:21 Leia mais...
 

OSESP: uma Orquestra em Direção a uma Utopia Cultural

Imprimir

John Neschling assume a orquestra com o plano de torná-la uma das melhores da América latina. Na época ela não tinha nem sede e ensaiava em um restaurante, os músicos, de baixo nível em sua maioria, eram mal pagos e estavam, desde a morte do Maestro Eleazar, se auto gerindo. John Neschling, como bom político que é, consegue verba enorme para seu projeto, contratando músicos estrangeiros(hoje, mais da metade dos músicos são de fora) e construindo uma sala nos níveis mais altos internacionais: a Sala São Paulo. (...)

A atividade é uma maneira de se caminhar rumo a esta utopia por causa de seus projetos de maior democratização da música clássica, como, por exemplo, pelos ingressos por preços baixíssimo (cerca de dois reais) para concertos majoritariamente matutinos, e pela iniciativa do ‘Ingresso da hora’. Esta propõe a dez minutos do início do concerto, os ingressos que sobrarem por dez reais, independentemente do lugar. Trata-se de uma boa orquestra com bons estudantes admiráveis e o público no geral tem contato com ela, como na virada cultural.

Última atualização em Qua, 02 de Dezembro de 2009 13:17 Leia mais...
 

Fundação Projeto Sorria

Imprimir

A Fundação Projeto sorria surgiu de um sonho do cirurgião dentista Aluísio Fortes Drummond de possibilitar acesso a tratamentos odontológicos para população carente, visto que não existia nenhum programa gratuito ligado a saúde bucal. Toda a idéia do projeto começou com a atuação do idealizador e diretor do projeto, ensinando sobre os cuidados bucais que devem ser tomados nos morros da cidade em 1978. Em 1990, a atuação começou a ser feita em uma creche no bairro de Santa Efigênia e em 1991 foi inaugurada a primeira unidade do projeto. Desde então foram inauguradas outras oito unidades fixas e uma unidade móvel, e o numero de crianças atendidas vem aumentando.

O projeto funciona em diferentes etapas, a primeira delas é controlar as doenças existentes, depois começam as atividades preventivas e educativas; na segunda etapa são reconstruídas as partes danificadas pela doença; na terceira etapa ocorre a socialização de informações; e na quarta etapa a atenção se vira para problemas mais complexos e especializados.

Última atualização em Sex, 26 de Fevereiro de 2010 22:48 Leia mais...
 

Melancia sem sementes: Para quê e para quem?

Imprimir

Nessa lógica é que encontramos um paradoxo entre o que a ciência se proporia em sua essência, e a maneira pela qual a ciência e a tecnologia foiram apropriadas por aqueles que concentram em suas mãos o crucial fator financeiro, em especial necessário para desenvolvimento da engenharia genética, sendo esse um campo científico-tecnológico muito caro para ser financiado.

Última atualização em Qua, 02 de Setembro de 2009 00:27 Leia mais...
 


Página 6 de 8



A sua escola tem (tinha) muito "decoreba"?
 

Selecione uma palavra-chave

Artigos mais lidos desta categoria

O Sistema de saúde Universal Gratuito - França, Reino Unido e Cuba

Utopia e cotidiano: buscando práticas idealistas
"A possibilidade de um mundo diferente está nas mãos do homem, portanto dele depende aceitar, corrigir, mudar e criar políticas que defendam uma sociedade menos decadente, e sim mais igualitária e ju...(20434)

Como as interações ecológicas do homem são permeadas pela sua cultura?

Trabalhos Escolares
Com o aumento da população humana que vem ocorrendo pelo menos nos últimos 3 mil anos, o número de parasitas como carrapatos e bichos de pé, assim como o de muitos vírus e bactérias, sendo que estes ...(19966)

As clínicas de aborto na Holanda

Utopia e cotidiano: buscando práticas idealistas
No século XX alguns países legalizaram o aborto, como a Holanda, a URSS e a Suécia. A Alemanha nazista também legalizou o aborto para as mulheres que eram consideradas "hereditariamente doentes"; mul...(16699)

Melancia sem sementes: Para quê e para quem?

Trabalhos Escolares
Nessa lógica é que encontramos um paradoxo entre o que a ciência se proporia em sua essência, e a maneira pela qual a ciência e a tecnologia foiram apropriadas por aqueles que concentram em suas mãos...(13988)

A Biologia das Embalagens - análise da embalagem de Sucrilhos Kellogg’s

Trabalhos Escolares
Os valores nutricionais tornam-se um artifício cientifico para atrair mais consumidores ao produto em questão. As embalagens não comportam mais o objetivo inicial de comunicar informações nutricionai...(11684)