projetos

Utopia e cotidiano: um outro mundo é realmente possível?
Dom, 04 de Janeiro de 2009 23:37, Escrito por Rodrigo Travitzki

Um outro mundo é realmente possível?

Este é um espaço dedicado à divulgação e discussão de atividades (iniciativas, projetos, empreendimentos, instituições) que estão acontecendo agora e que fazem do mundo real algo mais próximo de um mundo utópico desejado. Como podemos agir de forma mais coerente com nossas idéias? Quem já está fazendo isto? Dá certo mesmo? O que precisa melhorar?
Estamos aqui socializando um trabalho escolar do final do ensino médio (mas você pode contribuir independente da idade, credo ou escolaridade). A importância de se discutir esse tema neste momento escolar deve-se, dentre outros motivos, à necessidade de estabelecermos pontes entre os valores humanos e democráticos que aprendemos na escola (ou tentamos aprender) com o mundo profissional - hoje chamado de mercado de trabalho.
Leia mais...
Um outro mundo é realmente possível?
Propostas problematizadoras
Dom, 16 de Novembro de 2008 01:33, Escrito por Rodrigo Travitzki

O objetivo deste trabalho é proporcionar uma reflexão sobre o mundo do trabalho e da prática coletiva, articulando conhecimentos estudados e valores construídos no ensino médio. Clique aqui para ler o resto da proposta

Clique aqui para ver os trabalhos feitos pelos alunos

Papai Noel dos Correios
Utopia e cotidiano: buscando práticas idealistas
Sex, 14 de Novembro de 2008 21:29, Escrito por Iara do Amaral

Desde 1994, os Correios realizam um projeto chamado "PAPAI NOEL DOS CORREIOS". Todo ano chegam aos correios milhões de cartas endereçadas ao Papai Noel, enviadas por crianças carentes. Este projeto tem como objetivo dar um retorno a todas as cartas enviadas. As cartas são previamente lidas e disponibilizadas para "adoção" pela sociedade, desse modo qualquer um tem acesso às cartas, o que torna a participação social essencial para o sucesso do projeto.

Leia mais...
Projeto Agita São Paulo
Utopia e cotidiano: buscando práticas idealistas
Sex, 14 de Novembro de 2008 20:53, Escrito por Olivia Locatelli

O projeto Agita São Paulo foi criado pela Secretaria de Saúde do Estado de São Paulo em parceria com o Centro de Estudos do Laboratório de Aptidão Física de São Caetano do Sul - CELAFISCS - nasceu com a idéia de aumentar o nível de conhecimento da população sobre a importância da atividade física e também para incentivar a prática de atividade física diária como forma de combater diversas doenças, como o sedentarismo.

Leia mais...
Capoeira: grupo Negaça e Grupo Ginga Brasília
Utopia e cotidiano: buscando práticas idealistas
Sex, 14 de Novembro de 2008 15:44, Escrito por Luiza Serber
Acreditamos que essa atividade seja capaz de resignificar a possibilidade de atuação político-social -sem necessariamente o uso de partidos formais- e a própria possibilidade de autoconhecimento e reflexão, trabalhando para que possamos sentir (e fazer sentirem) os efeitos de nossas ações na sociedade de uma maneira critica e consciente.
Leia mais...
CULTURA DIGITAL
Utopia e cotidiano: buscando práticas idealistas
Sex, 14 de Novembro de 2008 14:19, Escrito por clasilaput

o mais importante é o desencadear de um processo que aumenta de uma forma muito relevante a auto-estima das pessoas. Isso se dá, pelo fato de apresentar tecnologia àqueles que nunca a viram. Segundo ele, são duas as principais maneiras de exclusão que podem parecer intransponíveis. Uma delas é: ¨computador é muito complicado, só se eu tiver estudo¨ e como sabem que as condições de estudar são difíceis se julgam incapazes de entender. A segunda maneira é: ¨isso é muito caro, nunca vou ter dinheiro pra comprar¨. Para vencer estas resistências, o método consiste em desmontar um computador em peças soltas sobre uma mesa e depois montá-lo de novo.

Leia mais...
Será possível um Brasil com 100% de leitores praticantes? Os projetos Expedição Vaga Lume e Mudando a História
Utopia e cotidiano: buscando práticas idealistas
Sex, 14 de Novembro de 2008 14:06, Escrito por Tamas I. AGardi

O Projeto Mudando a História (PMH) e o Projeto Expedição Vaga Lume, que lidam com a mediação de leitura e o acesso ao livro para pessoas com pouco ou nenhum contato com ele, como forma de transformação cultural e social. A partir destes projetos (sem desmerecer os prováveis outros que lidam com mediação de leitura), elaboramos a pergunta: "será possível um Brasil com 100% de leitores praticantes?", e a partir dela embasaremos nosso trabalho.

Leia mais...