escola forte

Ranking de escolas teve efeitos perversos nos EUA
Políticas públicas de educação
Sex, 29 de Novembro de 2013 12:12, Escrito por Rodrigo Travitzki

Disponibilizo abaixo um texto recente de Diane Ravitch, que foi uma das grandes responsáveis pelas políticas de ranqueamento de escolas nos Estados Unidos e, depois de analisar os resultados dessas políticas, tornou-se uma grande crítica das mesmas.


Por que nós ranqueamos e taxamos alunos, professores e escolas?

Por Diane Ravitch
(tradução livre para o Rizomas)

Estive pensando ultimamente por que estamos tão obcecados dando a cada aluno, cada professor e cada escola um ranking, classificação e/ou série.

Parece-me que estamos a pensar em crianças, professores e escolas da mesma maneira que nós pensamos sobre equipes esportivas. Em cada liga, há vencedores e perdedores.
Mas se pensarmos a educação como uma cultura que é muito diferente da de uma liga esportiva competitiv
a, então a imagem e as perguntas mudam.
E se pensamos em escolas como se elas
fossem semelhantes às famílias?

Leia mais...
Escola forte pode gerar fragilidade emocional
Métodos de ensino
Qua, 03 de Agosto de 2011 09:13, Escrito por Rodrigo Travitzki

Na revista Época dessa semana há uma interessante reportagem sobre as chamadas escolas "tradicionais", consideradas "fortes" em virtude de bons resultados em vestibulares e no ENEM. Não é raro observar, nas revistas semanais, artigos de opinião criticando as chamadas escolas "alternativas" ou enaltecendo as primeiras colocadas nos rankings nacionais.

É claro que os pais desejam uma carreira de sucesso para os filhos e, com base em tais informações, acabam procurando as instituições no topo do ranking. Nesse sentido, a escola vai deixando de ser um lugar para proporcionar o desenvolvimento pleno do ser humano, tornando-se cada vez mais um grande cursinho, uma longa preparação para testes. Não há trabalho em grupo nem discussão de valores éticos, não há tempo para reflexão, não há estímulo ao encontro e à amizade. A escola se justificaria apenas pelo ENEM e pelos vestibulares. Como no filme Harry Potter e a Ordem da Fênix, a escola deixa de ensinar os alunos a fazerem feitiços, pois sua finalidade é preparar para os exames finais.
Leia mais...
Pedagogia Shaolin e a "escola forte"
Métodos de ensino
Dom, 04 de Janeiro de 2009 21:56, Escrito por Rodrigo Travitzki

alt"Os templos Shaolin são um grupo de mosteiros budistas da China. (...)
"Shaolin" significa "Floresta Jovem", e este nome teve origem após um grande incêndio que devastou as florestas ao redor do templo. As árvores destruídas foram depois replantadas, o que tornou a floresta 'jovem'".
Fonte: http://pt.wikipedia.org/wiki/Shaolin

 

A pedagogia Shaolin busca samurais excelentes, os mais primorosos guerreiros, os melhores no que fazem. É o que se chama hoje de "escola forte".
Leia mais...